top of page
Post: Blog2_Post
  • Foto do escritorAdriana Ferreira

Resenha do Livro: Torto Arado, de Itamar Vieira Junior

Atualizado: 21 de dez. de 2023

A realidade de trabalhadores rurais, que em troca de moradia são explorados por gerações. Narrada por duas irmãs que lutam até o fim por dignidade.

banner-raizes-resenha-do-livro-torto-arado-itamar-vieira-junior

Confira a resenha do livro Torto Arado, de Itamar Vieira Junior, lançado em 2019 pela editora Todavia.


Todo o sucesso e reconhecimento deste livro não são toa. Uma história que prende do início ao fim, instaurando um sentimento misto de angústia e inconformidade que vão perdurar por dias após a última linha lida.


Torto Arado não nos entrega apenas um romance realista com um pano de fundo histórico. Torto Arado nos mostra a realidade ainda atual de trabalhadores rurais, sem terra, explorados e sem nenhum direito garantido. De uma forma didática, explicita a realidade dessa gente que resiste e sobrevive às sombras da nossa sociedade.


“Sofrer, esse sentimento difícil de exprimir e rejeitado por todos, mas que unia de forma irremediável a todo seu povo”.

As razões para essa obra ser tão significativa e agradar a um imenso público são várias.

Primeiro sua estrutura narrativa que mais parece um quebra cabeça, com diferentes narradores, que passeiam entre passado e presente, vivos e mortos. Depois, por retratar a dura e invisibilizada realidade de trabalhadores rurais, em sua maioria negros, que há décadas dedicam suas vidas e almas a uma terra que não os pertence.


Narrar essa realidade de trabalho, sofrimento, exploração, injustiças e humilhações da perspectiva de duas irmãs e uma família liderada por um curandeiro, entrega ao leitor mais uma camada dessa história. Apesar de todos os pesares, há ali também amor, união, fé, esperança e muita sabedoria.


Não a sabedoria aprendida nos livros, mas a sabedoria da vida, de experiências acumuladas, de observação da natureza, suas plantas e animais. E principalmente a sabedoria vinda da fé, das religiões afro-brasileiras com seus guias espirituais e rituais, que orientam e dão força a essa gente sofredora.



Uma família descendente de escravos, como todas as outras, que ganha um pedaço de terra para morar numa enorme fazenda e pela dívida trabalhará por gerações, de graça para o fazendeiro. Tendo que viver sob inúmeras restrições e dividir, como uma forma de pagamento, o pouco que produz para consumo próprio.


No enredo, descobrimos várias mulheres distintas entre si, mas igualmente fortes, resilientes e sábias. Que conduzem suas vidas, lideram suas famílias e influenciam, mesmo que inconscientemente, sua comunidade. Sendo o drama particular vivido por Bibiana e Belonísia, irmãs e protagonistas da história, o mais aflitivo de todos.


“Cada mulher sabe a força da natureza que abriga na torrente que flui de sua vida”.

A relação das duas será o fio condutor da trama e através do ponto de vista delas vamos conhecendo o passado, o presente e o futuro de toda gente que mora e trabalha na fazenda Água Negra.


Enquanto líderes de família envelhecem, novas famílias se formam, novas gerações nascem. Vem épocas de chuva, de seca, de fatura e de fome. Alguns jovens vão para a cidade, estudam, compreendem a situação que suas famílias passam na fazenda e voltam com vontade de fazer justiça.


O confronto de gerações, opiniões e costumes acontece. Medo, repressão e ameaças passam a ser frequentes. E a consciência da condição da vida que levam tira a falsa paz que acreditavam existir. Contexto em que as irmãs e sua família desempenham papéis fundamentais na luta por dignidade, respeito e sobrevivência.


Luta, resistência, superação e amor vão guiar o desenrolar da história, que não tem um final feliz, mas um final possível. Em meio a tanta coisa errada, sobreviver é a maior vitória.


“… mesmo calejada, me comovo ao ver homens derramando sangue para destruir sonhos”.

Leiam Torto Arado, indiquem e divulguem essa obra que retrata a realidade de uma parte esquecida de nossa população. Deixo aqui o link para adquirir o livro e ainda ajudar o Raízes: Torto Arado, na Amazon.

 
foto-escritora-dri-ferreira-blog-raizes

Obrigada por ler! 🤓


Espero que tenha gostado e se inspirado a ler o livro.

📨 Se quiser acompanhar as novidades do blog, se inscreva em nossa newsletter, é grátis.

🔗 Se quiser compartilhar esse texto com amigos, use os botões abaixo e leve-o para sua rede social preferida.


Nos vemos no próximo texto 🥰



438 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo
bottom of page